Minha foto
Natal, RN, Brazil
Sou pessoa com Asperger - Autismo leve - e graduanda em Direito. Este blog foi criado com a finalidade de trabalhar e divulgar assuntos vinculados ao espectro autista. Membro da ABRAÇA- Associação Brasileira para Ação por Direitos da Pessoa com Autismo.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Tipos de Autismo

  Desde que o autismo é um espectro, que engloba uma ampla gama de níveis de funcionamento e transtornos que vão desde o autismo não-verbal, de baixo funcionamento até a Síndrome de Asperger, altamente verbal. Estes distúrbios têm algumas características em comum, mas têm diferenças importantes também.


 
autism puzzle 
 Tipos de Transtornos do Espectro do Autismo
   Compreender os diferentes tipos de autismo pode ajudar os professores e as expectativas dos pais de forma e trabalhar em áreas de desafio. Se você está preocupado que você ou seu filho pode ter um desses transtornos de desenvolvimento, é importante falar com o seu médico ou profissional de educação especial imediatamente. De acordo com um estudo publicado na revista Pesquisa em deficiências de desenvolvimento, a intervenção precoce e o tratamento pode melhorar drasticamente o funcionamento de uma criança, não importa que tipo de autismo que tenha. 
Autismo clássico
   Caracterizada por problemas com a comunicação, interação social e comportamentos repetitivos, autismo clássico é tipicamente diagnosticado antes dos três anos. Sinais de alerta incluem o desenvolvimento da linguagem atrasada, falta de apontador ou gesticulando, mostrando falta de objetos, e auto-estimulação comportamento como balançar ou bater as mãos. Na maioria dos casos, a doença provoca atrasos significativos no desenvolvimento e os pais ou cuidadores notar que há algo acontecendo durante os anos da criança. No entanto, em casos de alto grau de funcionamento, a criança pode ser ter cinco anos de idade ou mais, antes que ele ou ela receba um diagnóstico.
Autismo clássico pode variar de leve ou de alto funcionamento a grave ou de baixo funcionamento:

    
Autismo de alto funcionamento envolve sintomas como competências linguísticas em atraso ou não-funcional, comprometendo o desenvolvimento social, ou a falta da capacidade de "role play" com os brinquedos e fazer outras atividades lúdicas que as crianças imaginativas neurotípicas fazem. No entanto, as pessoas com autismo de alto funcionamento tem um QI na faixa normal e podem exibir nenhum do comportamento compulsivo ou auto-destrutivo, muitas vezes visto em autismo de baixo funcionamento.
   Autismo de baixo funcionamento
é um caso mais grave da doença. Os sintomas do autismo são profundos e envolvem déficits graves em habilidades de comunicação, habilidades sociais pobres, e  movimentos repetitivos
estereotipados . Geralmente, o autismo de baixo funcionamento está associado com um QI abaixo da média.

 
Síndrome de Asperger
   Apesar de não ser incluída como um diagnóstico separado na última revisão do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V), muitas pessoas têm sido marcadas com Síndrome de Asperger. Este tipo de autismo de alto funcionamento tem algumas características distintas, incluindo excepcionais habilidades verbais, problemas com o jogo simbólico, problemas com habilidades sociais, desafios que envolvam o desenvolvimento da motricidade fina e grossa, e intenso, ou mesmo obsessivo interesses especiais.
Síndrome de Asperger se diferencia do autismo clássico em que não implica qualquer atraso de linguagem significativo ou prejuízo. No entanto, crianças e adultos com Asperger pode encontrar no uso funcional da linguagem, um desafio.
Por exemplo, eles podem ser capazes de rotular milhares de objetos, mas podem lutar para pedir ajuda usando um desses itens. 
Transtorno Invasivo do Desenvolvimento - Sem Outra Especificação (PDD-NOS)
   Transtorno Invasivo do Desenvolvimento - Sem Outra Especificação (PDD-NOS) é outro transtorno do espectro do autismo, que não mais realiza um diagnóstico oficial separado no DSM-V. Em vez disso, profissionais de saúde mental irão diagnosticar esses indivíduos com autismo de alto funcionamento ou de baixo. Também conhecido como autismo atípico, PDD-NOS envolve alguns, mas não de todas as características clássicas de autismo. As pessoas diagnosticadas com PDD-NOS podem lutar com a linguagem ou as habilidades sociais e comportamentos repetitivos, mas eles não podem encontrar desafios em todas as três áreas. Esta desordem difere de Síndrome de Asperger por causa das habilidades linguísticas; algumas pessoas com PDD-NOS podem ter atrasos de linguagem. 
Transtorno de Rett
   Uma vez considerado um transtorno do espectro do autismo, Síndrome de Rett não será incluída no espectro do autismo no DSM-V. Isto é porque Transtorno de Rett é causado por uma mutação genética. Apesar de os sintomas da desordem, que incluem a perda de habilidades sociais e de comunicação, imitar o autismo clássico, a doença passa por diversas fases diferentes. Normalmente, as crianças diagnosticadas com Transtorno de Rett superam muitos dos desafios que são semelhantes ao autismo. Podem enfrentar outros desafios, incluindo a deterioração de habilidades motoras e problemas com a postura, que não afetam a maioria das pessoas do espectro do autismo. 
Transtorno Desintegrativo da Infância
   Outro transtorno do espectro do autismo, que não vai levar um diagnóstico separado no DSM-V, Transtorno Desintegrativo da Infância (CDD) é caracterizado por uma perda de comunicação e habilidades sociais entre as idades de dois e quatro anos. Este transtorno tem muito em comum com o autismo regressivo, e será classificado como um transtorno do espectro do autismo em geral. 
Procure ajuda se você está preocupado   Compreender os diferentes tipos de autismo, se esses transtornos têm um diagnóstico oficial separado ou não, pode ser muito útil ao formar expectativas, projetando um plano de tratamento, e experimentar com estratégias comportamentais. Com todos os transtornos do espectro do autismo, é importante procurar ajuda logo que você suspeitar que algo não pode estar certo. Sendo ativamente envolvido no tratamento é a maior coisa que você pode fazer para ajudar seu filho ou você mesmo superar alguns dos desafios de transtornos do espectro do autismo.

12 comentários:

  1. olá querida, eu tenho um filho especial ele tem síndrome de asperger, além de outros problemas, por isso criei essa página no facebook, https://www.facebook.com/pages/Autismo-Com-Amor-O-Di%C3%A1rio-De-Um-Anjo-Autista/186646308139413?
    ref=hl

    curto e compartilho links da sua página minha também adoro sua postagens parabéns pelo blog e pola página no face!!!
    se vc puder q quiser me ajudar a divulgar a minha página fiko grata que Deus a abençõe sempre!!!

    https://www.facebook.com/pages/Autismo-Com-Amor-O-Di%C3%A1rio-De-Um-Anjo-Autista/186646308139413?ref=hl

    ResponderExcluir
  2. Transtorno Global do Desenvolvimento é um tipo de Autismo?

    ResponderExcluir
  3. Meu filho foi diagnosticado com autismo clássico não verbal aos 3anos, mas o diagnostico precoce serviu só pra mim saber e estudar sobre o assunto, porque tratamento precoce pelo SUS não existe e as Ongs e associações vivem tudo falindo e funcionando sem recursos! Sabe o que eu descobri: diagnóstico precoce é só pra rico!Hoje meu filho está com 14 anos e continua autista clássico não verbal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja isto: http://autismoerealidade.org/eventos/1o-congresso-brasileiro-de-autismo-aplicado-ao-sistema-unico-de-saude/
      1º Congresso Brasileiro de Autismo Aplicado ao Sistema Único de Saúde – SUS

      Excluir
    2. Obrigada por divulgar um evento tão importante Patrícia, bjos

      Excluir
  4. Não sei se vcs lerão isto...moro em ro e meu filho foi diagnosticado, pra mim precocemente com hiperatividade com 2 anos e meio...ele melhorou muito seu comportamento, mas sua fala é insatisfatória, mesmo que os médicos digam que é dele, vejo que ele se esforça, mas não consegue se expressar como deve e qdo fica nervoso aí que não fala...hj tem 5 anos, vejo muitos aspectos, de formas leves, moderadas do autismo nele, mas aqui, realmente não existem, os próprios médicos dizem, profissionais que sejam efetivamente especializados na área, será que vcs poderiam me ajudar? por onde devo começar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! estou entrando hj aqui nesse site e vi q ninguém te respondeu...
      Estou acabando a graduação em Fonoaudiologia...
      bem pelo q vc relata seu filho precisaria de acompanhamento com uma fonoaudióloga, com uma terapeuta ocupacional (não sei se já faz...ou se teria esse recurso ai na sua cidade...)
      Entra na internet...tem mta coisa sobre comunicação alternativa e ampliada...existem vários métodos...eles são fáceis de serem aplicados, vai ajudar bastante a vc e ao seu filho...
      E se posso dar algumas dicas...mantenha-o tranquilo, pergunte o que ele quer, se ele apontar fale o nome das coisas...por exemplo: o que você quer? é esse biscoito? é o copo?
      Espero ter ajudado!
      Abraço

      Excluir
  5. Alzemira Mascarenhas6 de junho de 2013 23:08

    ola...a pessoa em anonimato q escreveu dia 19 de maio....meu filho, hoje com 2 anos e 9 meses passou pelo mesmo processo q seu filho...foi dito primeiramente hiperativo...suspeitei desde cedo q meu filho possivelmente fosse autista....levei a pediatra q conversou comigo e meu marido e falou a mesma coisa....fomos encaminhados para um neuropediatra e um psiquiatra infantil e ambos deram o mesmo diagnostico: autismo atípico. Meu filho fez eletroencefalo, ressonância magnética e BERA ( teste auditivo)...hj faz acompanhamento c neuropediatra, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e psicóloga infantil. O custo do tratamento é alto, já q grupos de apoio estão trabalhando como podem e não conseguem atender a demanda de crianças e o governo há terapias coletivas, mas não tem a frequência desejada como em atendimento particular.

    ResponderExcluir
  6. Meu irmao ele e muito agitado e nervoso ele tem 1 ano e 3 meses e ele nao era assim ele esra uma criança muito queta e parada mas quando ele fez 1 ano em diante ele esta muito nervoso e com manha... Ele e muito hiperativo e eu tenho muito medo que ele seje autista... Ele só tem eu e minha mae nesta vida e eu agora nao estou morando com ela. Nao sei como vou conceguir lidar com isso a primeira cois aque penso em fazer e levar ele em um pediatra!

    ResponderExcluir
  7. Gente meu irmão tem autismo grave hoje tem 19 anos 1.93 todos os dias praticamente tem crise,agora mesmo estou aqui escrevendo porq estou super chateada só este mes é a segunda vez que trocamos a cama dele... Só quero dizer que apesar de tudo isso todos em casa temos o maximo da paciencia,não é facil muitas vezes choro fico mega nervosa com ele mas nunca deixamos de tratar ele como amor..

    A dica é muito amor a nossos anjinhos,pois eles necessitam mais que nos..

    ResponderExcluir
  8. eu tenho um primo q tem autismo classico mais ele esta se disivouvendo muito bem

    ResponderExcluir
  9. Quero entender... Tem uma menina de 23 anos minha vizinha eu amo ela, ela entende tudo mas não sabe se comunicar e fala muito poucas palavra é repete muito as mesma poucas palavras, tipo é meu meu meu, que ir bora longe ( quer ir embora longe passear ) não forma dialogo, come sozinha, vai no banheiro sozinha, de uma lado é inteligente e de outro não entende as coisas que falamos, as vezes violenta quebra tudo e se machuca batendo nela mesma, ela quer e fala não, tem uma confusão mental, tem uma força que não se consegue conter ela quando ela quer algo, não fás uso de medicamentos fortes, os pais da menina não conseguem levar em um medico, dentista ela sai correndo não deixa ser exanimada, não deixa ser tocada, mas ela abraça e beija as pessoas depois se afasta. A família não tem condições financeiras para consultar, ela precisa fazer extração de dentes não tem como consultar ela é muito ativa. Eu gostaria que um psiquiatra ou neurologista atende se ela em casa, eles moram no litoral do RS.
    Preciso de umas dicas de um Dr. neurologista, quero ajudar, os pais dela são idosos.

    ResponderExcluir